FerramentasBlog.com

Aceitando as diferenças dos nossos irmãos

DIFERNÇASIRMÃOS_thumb[3]

Estava eu lendo a bíblia, quando me deparei com uma passagem ( At 15:36-41) que me chamou muito a atenção: “O fato de que dois grandes pregadores do evangelho: Paulo e Barnabé, discutiram ao ponto de se separarem”. Eles discutiram porque Barnabé queria levar João Marcos (João,chamado Marcos) com eles na segunda viajem missionária, porém, Paulo não aceitou, pois ele os tinha deixado no meio da primeira viagem, com isso, eles discutiram, até se separarem e cada um seguir para regiões diferentes.

 

Barnabé não tinha o mesmo pensamento de Paulo, para ele, João Marcos, desta vez, poderia tomar uma atitude diferente e não mais deixá-los no meio do caminho, como fez na primeira vez. Para Paulo, porém, não era bom confiar em João Marcos novamente. Paulo e Barnabé tinham “cabeças” diferentes, pensavam de maneiras diferentes. E essa diferença acabou gerando essa discussão.

 

E isso me deixou meio intrigado, pois pensei eu:

 

“Como Deus pode trabalhar no meio de conflitos e discordâncias?”

 

O Plano de Deus

 

Mais a frente,tive que lembrar-me que Paulo e Barnabé eram falhos, eram humanos, assim como nós. Eles falharam, porém, tudo isso fazia parte de um plano que Deus pretendia concretizar a favor da sua obra. Existe um propósito para tudo o que Deus faz.

alvo_thumb[7]

Se observarmos bem, veremos que Paulo e Barnabé se dividiram em dois grupos missionários, Paulo escolheu a Silas para o acompanhar e Barnabé escolheu João Marcos, agora eram dois grupos levando o evangelho a diferentes regiões, isso tornou a pregação do evangelho muito mais eficaz e fez com que o evangelho se espalhasse mais rapidamente pelo mundo.

 

Depois disso, podemos ver que mais tarde João Marcos se tornou muito importante para o ministério de Paulo.(Cl 4.10) Acredito que Paulo e Barnabé, um tempo depois dessa discussão, fizeram as pazes, pois eles tinham sido grandes amigos, creio que eles não deixariam que a amizade que eles adquiriram em Cristo fosse acabar em uma discussão.

 

Concluindo

 

Eu, definitivamente, cheguei a conclusão de que Deus trabalha, mesmo através de conflitos e discordâncias. Pois nem sempre as pessoas vão concordar em tudo, no entanto, os problemas podem ser resolvidos quando aceitarmos as diferenças e permitirmos que Deus faça a sua vontade.

Allison Christian

Seja o primeiro a comentar.

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?
Comente este artigo que acabou de ler!

 

Divulgue-nos!

Postagens mais populares do mês

Licença Creative Commons
Esta obra(O Blog FERRAMENTAS GOSPEL) foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.

Recomendamos!